MySpace Google+ Twitter Facebook

O exercício da maternidade

6/5/2016

Lembro que quando era pequena, o dia das mães era comemorado com versos na missa. Adorava recitar para minha mãe e depois entregar um presentinho prá ela com o cartão escrito e desenhado por mim. Minha mãe tinha 19 anos quando nasci. Eu tinha 36 quando minha filha Georgia nasceu. Só então pude entender a dedicação, o amor incondicional e a paciência embutidos no exercício diário da maternidade. Claro que às vezes tenho vontade de dar umas palmadas quando a rebeldia chega ao limite da irritação. Mas daí lembro que isso dá cadeia, além do mais, Georgia tem 19 anos. Kkkkkkk. Mas também me derreto com a nossa cumplicidade diária, em especial, as risadas que damos juntas. Somos só nós duas agora. Morando juntas em Floripa. Viajando juntas. Os amigos dela dizem que sou a mãe mais engraçada que eles conhecem (graças aos snapchats que ela posta comigo pagando mico). Mas enfim... domingo vou esperar um carinho da Georgia, só prá comemorar o fato de que sou importante prá ela, assim como D. Vera, minha querida mãe é prá mim. Feliz dia das mães!!!


Eu e a Gê

Eu e a Gê



Eu e a Gê

Eu e a Gê



Eu e a Gê

Eu e a Gê



Eu e a Gê

Eu e a Gê



Eu e a Gê

Eu e a Gê



Vera, minha mãe

Vera, minha mãe



Mãe e Pai!

Mãe e Pai!


- Dia das Mães -




.:. Seguir .:.

Nome: *
E-mail: *

(*) Campos Obrigatórios

Conteúdo produzido pela
TOTAL Comunicação.

Seja ético:
se reproduzir,
por favor cite a fonte.